quarta-feira, novembro 04, 2009


A Tempestade

As folhas saltam dos galhos e mergulham no vento. O mundo gira, tudo se movimenta. O cata-vento agita-se como um relógio dentro do peito. Cada partícula viaja rumo a não se sabe aonde, vem do canto donde nunca se veio.


O ar desenha na pele o caminho. Luzes titubeiam no firmamento ao ritmo do não retorno. Não importa o que se faz, o caminho continua: tudo se renova, tudo apodrece... Tudo transmuta... Não para, não para nunca!


O cata-vento sobre as árvores confunde-se numa dança mística.
Os homens saem a dançar, os corpos em água, os risos das mulheres, os gritos das crianças... Tudo cresce de novo, a vida continua nascendo, das fezes, sobre as fezes, nos rastros de sangue, nos corpos dos outros.


Ali perto, dentro de suas paredes, um velho numa poltrona observa a tempestade através do vidro. Sente suas dores cotidianas, olha pela mesma janela como sempre fizera. Bebe um gole do seu chá das cinco e desviando o rosto para dentro ri um riso cínico. Bem agasalhado e escondido da tempestade, ostenta calmo um pensamento petrificado nos lábios.

6 comentários:

camila colombo. disse...

fiquei com vontade de levar esse velho para dançar com o mundo lá fora. Mostrar que o mundo exige corpo também.

Jose Ramon Santana Vazquez disse...

... ...traigo
sangre
de
la
tarde
herida
en
la
mano
y
una
vela
de
mi
corazon
para
invitarte
y
darte
este
alma
que
viene
para
compartir
contigo
tu
bello
blog
con
un
ramillete
de
oro
y
claveles
dentro...


desde mis
HORAS ROTAS
Y AULA DE PAZ


TE SIGO TU BLOG




CON saludos de la luna al
reflejarse en el mar de la
poesia ...


AFECTUOSAMENTE
MARCOS PEDRO




jose
ramon...

Lisa Alves disse...

o velho já viu muitas tempestades...:)

Luciana Marinho disse...

não há escapatória quando o vento mergulha em nós..

Jamila disse...

Por que suas atualizações não aparecerm no meu blog, mesmo eu o tendo adicionado como favorito?

"um velho gasta a solidão em meio aos pombos na praça da sé"...

Flora Ramos disse...

Tambem isso acontece comigo, nunca vejo suas atualizações.


não tenho nenhum cometário fantástico pra fazer. so dizer que goste, como sempre. é muito nostálgico.