segunda-feira, julho 06, 2009



Velha Senhora ao descobrir o mar.
Ou
Velha Mar

Os olhos repletos de lembranças perdem-se no encontro do azul com o branco. Aquela paisagem cantada finalmente era vivida. As mãos enrugadas tocam a espuma. Já fora uma vida inteira, tudo desaguando ali...



Nem era tão grandioso, mas podia morrer em paz








2 comentários:

Guida Sousa disse...

A imensidão pode ser infita apenas para uma pessoa, e mesmo assim ser o suficiente.

Quanto a censura, nem toda censura é cega, nem toda escrita é expressão.

Beijos, sr. ;)

Meire disse...

Vontade de ir pro mar, e ficar em paz.