domingo, setembro 13, 2009


Aposta




Os dados giravam e o segundo antes de pararem escorria pela testa do jogador.


NÚMEROS ERRADOS.

Dalí a algumas horas estará morto, seu corpo apodrecerá com uma bala enterrada no crânio. Ele, que sempre fora uma pessoa que detestara insetos, terá que aprender a conviver com as moscas e zumbidos enquanto seus braços, inertes minerais no solo, não poderão fazer nada. Talvez alguém o encontre antes da putrefação. Esse alguém talvez faça a gentileza de incinerá-lo... Mas que gentileza seria essa? Sempre detestara lugares quentes. O melhor lugar de um acampamento era longe da fogueira. Se é para ir ao inferno, que este pelo menos seja frio.

Por todos os lados as pessoas o observavam. Uns engasgados, outros aliviados: Um AQUÁRIO. Era isso. A gentileza perfeita, jogar teu corpo num rio, numa cisterna, no mar. Fazê-lo afundar ao peso de rocha e lá no fundo ir se diluindo longe de moscas, longe de qualquer fonte mesquinha de calor.



O mar. Se houver compaixão... será seu último abrigo.

11 comentários:

Flora Ramos disse...

sem dúvidas.
amei este texto.

Tatiana disse...

Intenso...
Suas palavras roubaram meu ar...

Beijos com meu carinho para você!

Jamila disse...

Menino, que lindos os sites de microcontos! eu não conhecia. e sequer ousaria chamar os meus escritinhos disso. rs
Gostei do seu texto. Sugiro que ouça uma música do último cd da Mariana Aydar chamada "Peixes". Não lembro o nome dos compositores, mas, segundo ela, são monges budistas.

"Peixes, pássaros, pessoas
Nos aquários, nas gaiolas,
Pelas salas e sacadas
Afogados no destino
De morrer como decoração das casas"

Um abraço!
=]

Jamila disse...

Oi! Que bom que gostou. Adoro esse cd!
=]

Lisa Alves disse...

nos adaptamos vivos com as baratas... (Pensei nisto ao lê-lo)

Meu caro, li teu trabalho, apreciei muito a didática sobre nossos diários. E agradeço pela referência ao meu ocio da escrita. Já que não posso dizer trabalho

beijos e teus textos estão cada dia mais afiados

Lisa Alves disse...

Araxá foi minha recarga perfeita!

antes que os dados também rolem para mim é lá que busco respostas.

adorei seu texto!

Meire disse...

Mto bom, hein?!

juliana disse...

sempre muito sérios e bem escritos...

Camila disse...

Marcos, nao se mate!


...


Gostei muito;
desprenda-se um pouco.
Só.


Um beijo,

Cristiano Contreiras disse...

Parabéns pelo espaço! muito interessante, seguirei, abs

Flora Ramos disse...

Gostou de ler sobre o medo porquê tem uma queda por esse vício!

Fiquei super feliz com seu comentário!!

seus textos tem esse poder pra mim, o de descrever muito bem um sentimento.


abraço.